Milagre! BD da Criterion em português

| 29/07/2010 | Comentários (8)

Não é piada e você não precisa marcar consulta com o oftalmologista. Você leu certo: teremos em agosto o lançamento nos EUA de um BD da Criterion em português-br (PT-BR). Especializada em filmes de arte e aclamados pela crítica, sejam eles clássicos ou contemporâneos, os BDs da Criterion são objetos de desejo do colecionador brasileiro há muito tempo. A relação de amor e ódio se dá porque os títulos lançados pela distribuidora americana não saem com trilhas em português em nenhum lugar do mundo. Com “Orfeu Negro” (black orpheus) a sina finalmente chegará ao fim.

Co-produção entre França, Itália e Brasil, o clássico de 1959 levou o Oscar no ano seguinte de Melhor Filme Estrangeiro. O prêmio foi para a França e por isso o Brasil continua sem nunca ter levado uma estatueta. Também venceu a Palma de Ouro, no Festival de Cannes e o Globo de Ouro em 1960. O filme transporta a mitologia grega de Orfeu e Eurídice para uma favela do Rio de Janeiro. Os mais novos devem se lembrar que houve uma refilmagem nacional em 1999, dirigida por Cacá Diegues. Felizmente o título da Criterion é o original, do diretor francês Marcel Camus.

O filme passou pelo meticuloso processo de remasterização à qual a Criterion aplica seus lançamentos em BD. O resultado surpreende no quesito áudio e vídeo. Colorido, o filme com mais de meio século de existência não peca na imagem (em 1.33:1, ou seja, não é widescreen, preservando as características originais da gravação) e no som. O áudio original é em português (LPCM Mono), idioma no qual o filme foi feito. Há a opção de áudio e legenda em inglês.

Veja os extras que compõe a edição:

  • Entrevistas de arquivo com o diretor Marcel Camus e a atriz Marpessa Dawn
  • Novas entrevistas em vídeo com Robert Stam, Gary Giddins e Ruy Castro
  • “A la recherche d’ Orfeu negro” – um documentário sobre o filme
  • Trailer de cinema
  • E MAIS: Um livreto de 20 páginas incluindo um ensaio escrito pelo crítico de cinema Michael Atkinson

O disco será lançado nos EUA em 17 de Agosto e custa US$ 30,99. Clique aqui para comprá-lo.

Aproveite e conheça toda a lista dos BDs da Criterion já disponíveis. Vale lembrar que exceto “Orfeu Negro”, nenhum deles possui áudio e/ou legenda em português. Alguns diretores que têm filmes lançados sob o selo da Criterion: Renoir, Godard, Kurosawa, Cocteau, Fellini, Bergman, Tarkovsky, Hitchcock, Fuller, Lean, Kubrick, Lang, Sturges, Dreyer, Eisenstein, Ozu, Sirk, Buñuel, entre outros.

Tags:

Category: Novidades

Comments (8)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. VitorMarx disse:

    Mas provavelmente esse será o único também! Acredito que seja em pt-br pois o áudio original é em pt-br…se não…

  2. rufferto2004 disse:

    Tô louco pelos títulos da Criterion, mas sem legendas é complicado. Eu até entendo, mas minha namorada não…
    Bem que a gente podia enviar uns e-mails pra eles pedindo legendas, hein?

  3. Polak_19 disse:

    Uau! Ótima notícia, vou ter o primeiro em PT-BR na minha coleção da Criterion Colletion. Abraço.

  4. Law disse:

    Não me animo não, até porque, como você disse, parte da produção é brasileira (eu nem sabia que era co-produção entre França, Itália e Brasil, nunca vi esse filme, mas achava que a produção era só brasileira.) então deve ser esse o ÚNICO motivo para termos PT-BR.

    A Criterion tem uma belíssima edição em DVD de Saló Ou 120 Dias De Sodoma (em BD é uma edição simplex), adoraria ver essa edição sair em BD e PT-BR, mas não me animo.

    • bdslegendados disse:

      Não, realmente não é para se animar. Os demais BDs da Criterion nunca sairão sair em PT-BR lá fora. Esse só é PT-BR, e no áudio apenas, porque é um filme originalmente falado em português. Mas é legal tê-lo na coleção para ter ao menos um gostinho do que são os BDs dessa coleção.

  5. CarlosValente disse:

    Não me animei também! Mas que bom que Orfeu do Carnaval esteja saindo assim. Gostaria de saber de outros títulos que, porventura, eles estejam lançando também em PT-BR. Realmente a coleção deles é ótima, mas focada somente no público americano mesmo! Quem sabe com esse filme, eles passem a legendar os outros títulos.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.