A preocupante fase do Blu-ray no Brasil

| 21/06/2016

No ano em que o formato completa uma década de existência, o Blu-ray pode estar com seus dias contados no Brasil. Visto mundialmente como o sucessor natural do DVD, o formato não decolou por aqui como quando o vídeo-cassete foi sucedido pelo DVD. Assim, nesses dez anos, alugar e principalmente colecionar Blu-rays se tornou atividade de poucos no Brasil, se comparada a quantidade de adeptos ao DVD.

Depois de um início tímido, os lançamentos no formato no Brasil se davam de forma regular, quase sempre simultâneo com o DVD. Os grandes lançamentos das principais distribuidoras (Paramount, Sony, Warner, Fox, Universal e Disney) em quase sua totalidade saíram em Blu-ray após passarem pelos cinemas. Em tempos recentes, os formatos em mídia física perderam lugar na ordem de lançamento para o VOD (Video on Demand), em serviços oferecidos on line e através das operadoras de TV por assinatura. Mas o lançamento do filme em mídia física continuava garantido.

Enquanto nos Estados Unidos os primeiros títulos do sucessor do Blu-ray, o Ultra HD 4K, chegam às prateleiras, um fato começou a chamar a atenção no mercado brasileiro de home video: filmes das principais distribuidoras não foram mais agendados para serem lançados em Blu-ray, apenas em DVD. É preocupante que isso esteja ocorrendo com títulos que em outros tempos certamente seriam lançados em Blu-ray, dado seu apelo, passagem pelos cinemas, entre outros motivos. Alguns títulos que não sairão em Blu-ray no Brasil são os seguintes:

Anomalisa (Paramount)
Zoolander 2 (Paramount)
Orgulho e Preconceito e Zumbis (Sony)
Amor e Revolução (Universal)
À Beira Mar (Universal)
Milagres no Paraíso (Sony)
Voando Alto (Fox)
13 Horas: Os Soldados Secretos de Banzaghi (Paramount)
Relançamento de coleções Star Trek (Paramount)
Rock em Cabul (Sony)
Irmão de Espião (Sony)

Da lista acima todos da Paramount e Fox saíram com opções em português em Blu-ray nos Estados Unidos, deixando evidente que é uma opção da subsidiária brasileira não distribuir o filme no formato por aqui, afinal o disco master foi autorado para lançamento no Brasil. Os títulos da Universal deverão sair com opções em português no leste europeu, como é costume da distribuidora.

Até o fechamento dessa matéria as distribuidoras citadas não haviam se manifestado oficialmente sobre a decisão de não trazer os filmes acima em Blu-ray para o Brasil. Assim que novidades surgirem, serão publicadas aqui no Blu-rays Legendados.

Deixando qualquer especulação de lado, é válido de nota que colecionar Blu-ray no Brasil tem sido cada vez mais difícil. É fato que as promoções tem sido cada vez mais escassas, especialmente combos, tão comuns até 2014. Uma das principais lojas virtuais para compra de Blu-rays, o Submarino parece dar cada vez menos importância para o segmento, com menos ofertas do que em anos anteriores, títulos marcados com preços desproporcionais (3Ds por R$ 119) e demora para incorporar novos títulos no catálogo. Sem contar com a velha questão do frete que impacta boa parte das lojas quanto mais distante do Sudeste o colecionador mora.

Além disso, ainda que não tenham sido divulgados números oficiais a respeito, a julgar pelo sumiço de alguns títulos das prateleiras, parece que a tiragem de algumas edições foi diminuída em relação ao passado. E tudo isso combinado ao fato de que a oferta de Blu-ray Players no Brasil é quase nula – sendo cada vez mais difícil encontrar modelos que não venham incorporados em Home Theaters.

Tudo isso pode estar nos levando de volta a 2009, quando Blu-ray em português só exista através de títulos importados (razão inclusive pela qual esse site nasceu há sete anos atrás). Se isso se confirmará? Só o tempo dirá.

Tags:

Category: Extras, Novidades

Comments are closed.