Um sonho (quase) realizado

| 06/12/2012 | Comentários (11)

6 de Dezembro de 2012. Essa já pode ser considerada uma data histórica para o e-commerce brasileiro, dia em que a Amazon, a gigante do ramo, oficialmente iniciou suas atividades no Brasil. Após anos de rumores, boatos, confirmações e adiamentos, finalmente a loja de Jeff Bezos chega à América Latina, não por acaso em seu maior mercado, o Brasil.

O site da Amazon.com.br já está no ar e como fora anunciado anteriormente por enquanto a loja só disponibiliza conteúdo digital (e-books para o Kindle). Nas próximas semanas a loja passará a oferecer o próprio tablet, sendo então esse o primeiro produto físico que será comercializado pela Amazon aqui no Brasil. Segundo a própria loja, culpa do complexo sistema tributário do Brasil e das enormes dificuldades de logística que se encontra em nosso país. É a primeira vez que a Amazon abre operações num mercado disponibilizando apenas conteúdo online, sem venda de produtos físicos.

O sonho de todo colecionador brasileiro, que sofre às mãos dos poucos players que operam no e-commerce brasileiro, ainda não está realizado e por hora não tem data definida para se tornar realidade. Segundo a Amazon, sua ideia é sim oferecer no Brasil um portfólio completo de produtos, como ela faz nos outros nove mercados em que opera, mas isso só ocorrerá em 2013.

O que se sabe é que a Amazon não entra num mercado para brincar ou ser apenas mais um. Mesmo com todas dificuldades que ela tem encontrado para penetrar no Brasil, pode-se ter certeza que sua chegada deve significar no mínimo um sinal de alerta aos concorrentes que ela encontrará aqui. Nós apenas esperamos que uma das mais famosas lei da economia novamente prevaleça: que a concorrência seja favorável ao consumidor.

Tags:

Category: Extras

Comments (11)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. WALTER A. CARNEIRO disse:

    Se for para agirem em termos de preço igual as nossas e-commerce, é melhor a amazon ficar por lá mesmo. Vou continuar comprando das amazon.co.uk, amazon.com, amazon.fr, etc. visto que elas vão sempre ter o melhor custo benefício e atendimento, pelos menos para meus BDs e CDs. O sistema tributário brasileiro não favorece o consumidor de e-commerce ainda, e talvez não vá favorecer nunca devido à herança maldita da cultura político-econômica do povo Latino que só pensa em levar vantagem em tudo, e não se contenta com o ganho, dito, normal nas relações com o contribuinte/consumidor e que consegue contaminar até mesmo os bons costumes comerciais de outras culturas civilizadas que aqui aportam; e a amazon.com.br não será exceção, podem crer!

    • Rodrigo S. disse:

      A amazon não deverá vender muito mais barato do que as e-commerce brasileiras e seus produtos serão nacionais, o que devemos esperar é que o preço fique um pouco abaixo, que ela faça boas promoções e que tudo isso gere competitividade

  2. Monster_Blu disse:

    Talvez no preço não seja muito diferente do que já estamos acostumados, mas em relação ao atendimento ao cliente a diferença deve ser brutal.

  3. TiagoSN disse:

    PRECISO que isso tudo dê MUITO certo '-'

  4. SandroRA disse:

    Acredito que os preços não serão muito diferentes dos que já conhecemos, todavia , o pós venda provavelmente será infinitamente melhor e torço para que tenham mais promoções interessantes que na Sub e Saraiva… pq o mercado consumidor agradece :).

  5. AVG disse:

    PERFECTO!!! BLACK FRIDAY BRASIL EM 2013 (AGORA DE V E R D A D E ! ! ! !)

  6. ronaldotokuno disse:

    Bom… Vamos ver, né? Não estou muito eufórico, pois, quanto maior a expectativa, maior a decepção. O Walmart é norte-americano também e já me sacaneou.

  7. lordfeudal disse:

    Esse dia foi muito esperado, Só espero que a venda de Blu-rays e afins não demore muito pra acontecer, Tomara que o Brasil não estrague a Amazon.

  8. WALTER A. CARNEIRO disse:

    O "Brazil" já estragou tantas outras empresas americanas, européias, japonesas, coreanas, chinesas aqui instaladas e porquê não estragaria o bom "mocismo" da amazon.com? Pelos menos quanto à fixação dos preços do seu futuro "portfólio" nacionalizado não devemos esperar "milagres", afinal de contas a "Lei do Gerson" ainda não foi "revogada" pelo nosso tão admirado Legislativo em Brasília, cuja "Lei de cultura" é ferozmente defendida pelo nosso empresariado no trato com os consumidores, órfãos de uma proteção mais efetiva do Estado.

  9. hilton disse:

    Pesquisei no buscape os precos dos livros a venda no Amazon Br. E ja vi que os precos de varios livros deles sao os mais baixos. Vai forcar a concorrencia entre eles… ou o Amazon Br ja vai ficar com fama de ter os precos mais baixo. ta otimo. 😀

  10. Ricardo Furlan disse:

    Que a chega da Amazon faça com que os preços dos DVDS e, principalmente, dos filmes em Blu-Ray, tornem-se mais acessíveis, pois atualmente o mercado nacional desses 02 produtos está extremamente inflacionado e injusto. A finada Videolar provou que os preços podem sim ser menores e mesmo assim a loja tinha lucro, foi extinta por outros problemas.

    Seja bem vinda a Amazon e que venha para trazer um pouco de organização e justiça ao e- commerce brasileiro.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.